Fechar
Página inicial Notícias Decola Universidades capacita estudantes e conecta instituições de ensino
Parceria institucional

Decola Universidades capacita estudantes e conecta instituições de ensino

Publicado em 03/03/23 22:24 , Acessos: 270

A Universidade Federal de Lavras (UFLA), câmpus Lavras e São Sebastião do Paraíso, uniu-se a Fadminas, Fagammon e Unilavras para alcançar um propósito em comum: capacitar seus estudantes na compreensão e aplicação prática do empreendedorismo e da inovação. Com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), foi desenvolvido o Decola Universidades, projeto de incentivo à cultura empreendedora no meio universitário. 

A ideia foi traçada a partir do Projeto Vivência Universitária em Empreendedorismo e Inovação (Projeto Vuei), criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais. Com as equipes já formadas por bolsistas do Projeto Vuei na UFLA e Fagammon, Unilavras e Fadminas completaram a união de forças para expandir a cultura empreendedora do ecossistema Vale dos Ipês, como é chamado o ambiente e os movimentos de inovação e empreendedorismo de Lavras e região.

“Tudo foi construído em parceria com as quatro universidades, em uma perspectiva de trabalho conjunto. A conectividade entre as instituições foi fundamental para termos êxito na elaboração desse projeto”, avalia o diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica da UFLA (Nintec), professor Márcio Lara. 

A primeira ação da iniciativa foi a realização de três semanas de treinamentos, integrando os alunos das quatro instituições de ensino superior. As capacitações tiveram início no dia 8/2, conduzidas pelo Agente Local de Inovação (ALI/Sebrae) Vinícius Leite. Os assuntos abordados introduziram conceitos e propuseram reflexões aos estudantes, convocando-os a trabalhar pela superação de seus limites. 

Durante os encontros, os estudantes tiveram a oportunidade de conviver e colaborar com colegas de instituições diferentes das próprias. Acompanhados pelos professores Raíssa Andrade e Leonilson de Herval, oito estudantes do câmpus Paraíso, que participaram de maneira remota da primeira fase da capacitação, viajaram até Lavras para participar do Bootcamp Sebrae. A metodologia foi aplicada pela consultora Amanda Cezário e adaptada especialmente para o Decola Universidades, para que os estudantes pudessem testar  o conteúdo que aprenderam durante as últimas semanas.

Realizado no Unilavras, de 28/2 a 1º/3, o Bootcamp apresentou o desafio do desenvolvimento de um produto inovador. Os 29 participantes dividiram-se em cinco equipes de trabalho para projetar o produto ou serviço mais bem avaliado na opinião da banca de especialistas. 

Maria Laura Scapolatempore Starling, diretora de Indústria Criativa e Formação Empreendedora do Governo de Minas Gerais, Glaucya Vale, analista de negócios do Sebrae, e Luiz Gelape, consultor especializado em gestão de ambientes de inovação, estratégia, empreendedorismo e inovação, compuseram a banca que consagrou vencedora a equipe responsável por idealizar o aplicativo “Bico”, focado em possibilitar que universitários consigam gerar renda extra sem abandonar os estudos.

Para Vinícius Leite, as expectativas iniciais foram superadas. “Os estudantes estão muito interessados e as universidades também estão motivadas para continuar esse projeto, que, embora seja novo, já apresenta resultados. É um dos programas com mais engajamento no ecossistema do Vale dos Ipês atualmente."

O professor Márcio Lara concorda: “Primeiramente, nós atingimos o objetivo de impactar os estudantes e atualizar seus conhecimentos, apresentando uma visão de conexão, de como um projeto evolui desde a ideação à prototipagem, e motivando-os para que façam a diferença. Um segundo ponto a destacar é que estamos conseguindo reverberar esse movimento em Lavras, no ecossistema do Vale dos Ipês, e atingindo outros municípios por meio da Secretaria de Desenvolvimento do Estado, em Belo Horizonte. “

Os próximos passos para o Decola Universidades já estão em discussão. Já está sendo desenhada uma agenda conjunta que demarque os eventos relacionados à inovação e empreendedorismo promovidos pelas quatro universidades, que ocorrerão durante o restante do ano. “O objetivo é que a informação seja disponibilizada para que os estudantes possam comparecer e criar outros projetos em conjunto, e para que a comunidade do Vale dos Ipês possa ter acesso a tudo isso”, explica Leite. 

“Plantamos a semente com a primeira equipe, que continuará o trabalho ao longo do ano com atividades como palestras, cursos e encontros nos ambientes de inovação de cada instituição. Em breve iniciaremos a nova fase do Decola, de melhoria do ensino e de conhecimentos. Esperamos que, no futuro, os estudantes disseminem a cultura empreendedora e inovadora, trazendo uma amostra para a sociedade e para o mercado do que temos desenvolvido nas instituições”, conclui Lara.

Visita ao campus da UFLA 

Na tarde do dia 1º/3, a comitiva do câmpus Paraíso foi recebida pelo reitor da UFLA, professor João Chrysostomo de Resende Júnior, na Reitoria da Universidade. O grupo conversou sobre temas como a importância da integração das ações entre ambos os câmpus da Instituição e a valorização do contato com o empreendedorismo e a inovação durante o ensino superior.

Após o bate-papo, os visitantes deslocaram-se para conhecer as instalações do LavrasTec - Parque Científico Tecnológico de Lavras. A equipe do Nintec conduziu os estudantes e professores pela visita ao local. Após a apresentação sobre o papel que o Núcleo desempenha na geração de tecnologias, o grupo foi convidado a conhecer as instalações e saber como é o funcionamento das empresas Inova Ceifa - Mecanização Agrícola, incubada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da UFLA (Inbatec), e Vida Veg.

A professora Raíssa Andrade destaca a importância de apresentar a estrutura do Parque Tecnológico aos alunos do campus Paraíso, de modo que fique mais palpável o que é ensinado a eles sobre inovação e empreendedorismo, e para que entendam, no sentido prático, como os negócios inovadores funcionam.

O professor Leonilson acrescenta: “O processo de aprendizado que os alunos do campus Paraíso tiveram nesta semana pôde ser visto aqui. Inclusive, foi possível relacionar a base teórica de um projeto em que eles estão trabalhando com a aplicação prática. Os alunos também compreenderam as características de uma empresa incubada e uma empresa já consolidada, e como ambos os casos podem ser trabalhados junto a UFLA.”